VIABILIDADE

1180 photo Viabilidade1180.jpg

terça-feira, 15 de maio de 2012

preços e controles entre profissionais

Vendo o assunto que foi publicado sob o título, Custos para o frigobar, lembrei-me de um artigo que tenho em meu blog, e cujo assunto é custos,embora segmentado. Enquanto o empresário não souber, exatamente quanto precisa realizar para pagar suas despesas diárias, o “Barco” fica à deriva.
Fala-se da necessidade de reduzir preços para enfrentar a concorrência, de cobrar preços exorbitantes para compensar o descompensado, e nada disso funciona é tapar o sol com a peneira.
O que é preciso que se entenda de uma vez por todas, é que um Hotel, assim como qualquer outra empresa tem custos fixos, estes precisam ser conhecidos e a partir deles traçar estratégias de operação e venda que o tornem aquilo que ele tem que SER. UM EMPREENDIMENTO RENTÁVEL.
Há muitos anos eu afirmo e provo a quem quiser, não existe hotel deficitário, existe hotel com a administração mal estruturada. Há hotéis que pela sua estrutura, “modus operandi” ou localização teem o seu público alvo, cuide-se dele, trabalhe-se para ser o Melhor com esse público nunca esquecendo que, o Público ninguém engana, você engana uma vez, duas, e depois “a casa cai” e cai sobre seus ombros e levantá-la por vezes torna-se tão dispendioso que é melhor liquidar. E partir para outro Ramo.
Ou Seja, Qualidade e serviços nos levam ao TOPO… Administração custos e controladoria nos tornam rentáveis, e porque não dizer Ricos.
O Assunto preços do mini bar, está diretamente ligado à falta de Administração consciente e sustentável.

"JULIEN: – EMPrezado Rui,
Sua colocação é muito pertinente.
São poucas os empreendedores que sabem fazer a hotelaria. Muitos tÊm o dinheiro para investir, mas na hora de fazer dar $$, é um desastre. Nessas horas, é bom estarmos atentos para dar consultorias.

obrigado por dividir seus conhecimentos.
Abraços Julien"

Minibar
Necessita de um departamento especifico, pois a expectativa dos hóspedes são muito altas no respeito a reposição podendo um mau serviço gerar muita insatisfação.
Todos os custos inerentes a uniformes, equipamentos, folha de pagamento e o treinamento para qualificação devem ser computados no custo assim como de qualquer outro departamento.
O estoque tem que ter um espaço adequado e as compras bem programadas com dinheiro pago na frente antes do hospede consumir . O custo deste dinheiro “parado”deve ser computado.
Um minibar pode dar uma perda de ate 20% mensal por não cobrança, Hospede recusando a conta controle de estoque sem levar em consideração do first in first out pode dar uma perda de ate 10% do investido por perda de produtos por vencimento de validade.
Para uma cobrança efetiva deve se investir num software que no minimo hoje vale R$80.000,00 reais mais computador mais manutenção do sistema .
Deve se ter em conta uma pequena margem para produtos que não irão ter aceitação e não irão vender e para alguns que podem estragar .
O investimento em produtos caros e importados como água panna, evian ou outros encarecem devido as taxas .
A colocação de produtos no minibar não é nunca aleatória devendo fazer parte de um estudo mercadológico e do segmento de seu hotel . Envolvendo ai programação visual e confecção de cardápios. que envolve custos .
Atualização deve ser anual envolvendo estudo dos mais vendidos retirando os “dogs” e refazendo o cardápio.
ufaa tem muito custo nisto ai não é gente e ainda depende de crise etc..etc.. e tem que manter a consistencia independente dela. Há não desanimem há uma série intermináveis de custos a embutir que não estão aqui relacionados, para isso nossos cursos de controladoria e finanças.
Minibar é uma venda por impulso e deve ser apresentado como se fosse uma bonita prateleira de um shopping que envolve custo também.
Eu particularmente adoro é uma grande ajuda de receita para mim.

SUCESSO - TERCEIRIZAÇÃO NUNCA PROFISSIONALIZAÇÃO URGENTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário